Expo Anselm Kiefer no Georges Pompidou em Paris

Share

O Centre Georges Pompidou apresenta uma retrospectiva grandiosa do artista alemão Anselm Kiefer, a primeira feita no país onde o artista mora.

A mostra traz desde seus primeiros trabalhos, nos anos 1960 e 1970, reunidos na primeira sala de um percurso cronológico, onde o público entra no universo do artista e em um pouco da história alemã. São pilhas de livros queimados, pinturas em terras, em fogo, obras com clima de um caos absoluto que virou sua assinatura.

A novidade desta mostra é que, pela primeira vez, o artista expõe uma obra com cores.

Nas 13 salas da exposição, seus trabalhos respondem às questões feitas pelo filósofo Theodor W. Adorno, o poeta Paul Celan e o artista Joseph Beuys: como fazer arte depois de Auschwitz? Como inventar uma nova linguagem depois das atrocidades de uma guerra sem igual?

São 150 obras, dentre as quais 60 pinturas, vitrines espetaculares e uma instalação monumental.

Anselm Kiefer nasceu em 1945, em Donaueschingen, na Alemanha, durante a guerra, em meio a ruínas. Aos 50 anos, ele busca sua inspiração numa catástrofe moral, mitológica e material, provocada pela Alemanha durante a guerra que marcou para sempre sua memória.

Anselm Kiefer
Até 18/04/2016
Centro Georges Pompidou
Place Georges Pompidou – 75004 – Paris

Este artigo e vários outros na minha coluna desta semana no site:

http://lulacerda.ig.com.br/categoria/variedades-direto-de-paris/