Artigo escrito emjaneiro 2017

As dez galerias mais famosas de Paris

Share

As dez galerias (ditas “passages”) mais famosas de Paris são uma verdadeira viagem no tempo e uma ótima ideia de passeio para sua próxima viagem a Paris:

1- A galeria Colbert, construída em 1826, onde fica o Instituto National d’Histoire de l’Art e du Patrimoine. Seu nome vem do famoso Hotel Colbert, que fica ao lado da galeria.
Alerte Colbert
2, Rue Vivienne – 75002 – Paris

2- A Galerie Vivienne, uma das mais lindas da cidade, construída em 1823. Foi um sucesso enorme no segundo império. Seu esplêndido telhado de vidro (“verrière“) e seu solo em mosaico fizeram dessa passage a mais elegante de Paris, com lojas, restaurantes e livrarias bacanérrimos.
Galerie Vivienne
4, Rue des Petits Champs – 75002 – Paris

3- Passage Choiseul é considerada a mais longa, com seus 190 metros de comprimento. Comporta cafés e restaurantes.
Começa no 40 Rue des Petits – Champs e termina no 23 Rue Saint Augustin.
75002 – Paris

4- Passage du Grand-Cerf, uma linda galeria com pé-direito de 12 metros de altura com teto de vidro, que começa na Rue Saint Denis e termina em frente à Rue Marie Stuart. Possui várias boutiques supersimpáticas de artesãos e criadores parisienses.
Passage Grand Cerf
8, Passage Grand Cerf – 75002 – Paris

5- Passage Molière, uma passagem a céu aberto com pequenos restaurantes no bairro do Marais. Uma curiosidade: os números dos prédios da passagem não correspondem à ordem clássica dos números dos prédios parisienses.
Passage Molière
157, Rue Saint Martin – 75003 – Paris

6-Passage des Panoramas: entre a Rue Montmartre e a Saint Marc, fica a Passage des Panoramas, inscrita no patrimônio histórico da cidade desde 1974, cheia de restaurantes típicos parisienses e o famoso café Stern, decorado por Philippe Starck.
Passage des Panoramas
11, Boulevard Montmartre – 75002

7- A Passage des Princes, entre o Boulevard des Italiens e a Rue Richelieu, foi inaugurada em 1860. Batizada inicialmente de Passage Miras, ela foi destruída em 1985. Em função de uma operação imobiliária, foi reconstruída, idêntica. Abriga uma das lojas de brinquedos infantis preferida dos parisienses.
Passage des Princes
5, Boulevard des Italiens – 75002 – Paris

8- A Passage Verdeau fica entre a Rua La Grange-Bateliere e a Du Faubourg Montmartre, e é um prolongamento da Passage des Panoramas, onde estão instaladas lojinhas de colecionadores de livros e cartões-postais antigos.
Passage Verdeau
6, Rue de la Grange-Batelière – 75009 – Paris

9- Galerie Véro-Dodat, entre as Ruas Jean-Jacques Rousseau e Du Bouloi, com o solo em preto e branco, o que dá uma noção de profundidade superinteressante a esta galeria. Ela leva o nome da família que a construiu e acolheu a primeira loja do designer de sapatos Christian Louboutin.
Galerie Vero-Dodat
19, Rue Jean-Jacques Rousseau – 75001 – Paris

E, para terminar esta seleção de lindas galerias parisienses:

10- A Passage du Havre, antiga passage du Chantier de Tivli, abriga hoje um dos poucos centros comerciais modernos de Paris. Fica bem próxima de grandes lojas de departamento, como Lafayette e Printemps.
Passage Havre
69, Rue Caumartin – 75009 – Paris

Barcos poéticos invadem o Le Bon Marché em Paris

Share

Se voce vai estar em Paris até meados de fevereiro não deixe de visitar a exposição “Where are we going”!

A loja de departamentos Le Bon Marché em Paris está apresentando o lindo trabalho da artista Chiaru Shiota: “Where are we going”, uma instalação composta de 150 barcos brancos feitos de algodão, de intensa poesia, lembrando o poema de Rimbaud, “Le Bateau Ivre”. A verrière (teto de vidro) da loja serve de suporte para que os barcos que representam todas as culturas do mundo em vários tamanhos possam flutuar, dando uma sensação de liberdade e paz. Muito lindo!

A exposição vai até 18/02/2017
Le Bon Marché
24, Rue de Sèvres, 75007 – Paris

 

Os desfiles da Haute Couture parisiense

Share

A palavra de ordem na última semana da Haute Couture parisiense foi: GLAMOUR!

Moderna, clássica, atemporal e de várias outras formas os estilistas mostraram com muita elegância sua visão do luxo na  Haute Couture.

Dior
Em um grande labirinto vegetal nos jardins do Musée Rodin, Maria Grazia Chiuri, diretora artística da Maison Dior, fez desfilar fadas e princesas como em um conto: cores leves em vestidos volumosos de tule com detalhes de drapeado e bordados. Ela dedicou o desfile à editora da Vogue Itália, Franca Sozzanni, que faleceu este ano.

Chanel
Karl Lagerfeld fez um desfile bastante luxuoso para a Maison Chanel. Com vários tailleurs e lindos vestidos de festa, trabalho primoroso nas mangas volumosas, nos bordados e nas plumas, o Grand Palais em Paris se transformou em uma enorme maison de luxo.

Alexis Mabille
Um dos preferidos estilistas das editoras de moda e das parisienses, Alexis Mabille apresentou um lindo desfile de Haute Couture com uma cartela de cores surpreendente e alguns detalhes de bordados, além de muito tule em véus sobre os vestidos. A explosão de cores e as combinações inusitadas de tons lembraram a M. Saint Laurent.

Ralph & Russo
Foi um dos nomes fortes da semana da Haute Couture parisiense. Fez bonito mais uma vez, com vestidos de princesas e rainhas bordados, volumosos e luxuosos. O ápice do desfile foi a entrada da modelo brasileira Alessandra Ambrósio de noiva, muito aplaudida.

Giambatistta Valli
Este estilista italiano, preferido por várias modelos internacionais, apresentou um desfile com o que sabe fazer de melhor: lindos vestidos com saias em várias camadas de tule fazendo volumes impecáveis. Uma bela coleção de Haute Couture!

Alexandre Vauthier 
Conhecido como o príncipe das fendas e dos decotes no mundo fashion internacional, é o estilista preferido das tops. Alexandre Vauthier provou mais uma vez, com seu desfile de Haute Couture, que sabe como poucos valorizar o corpo da mulher. Misturou peças banais do cotidiano, como short jeans com enormes e volumosas blusas/capas em tafetá. Vestidos curtos de couro metalizados, bordados, justérrimos com transparência em renda, brincando de esconde-esconde, mas aparecendo belíssimos. O tomara que caia em veludo preto, com transparência na frente e manga solta em plumas, fez a plateia suspirar!

É interessante observar como alguns estilistas que não fazem parte de grandes grupos financeiros têm uma liberdade de criação fascinante, como é o caso de Vauthier.

Givenchy

Ricardo Tisci se inspirou em mulheres do século XIX  no mais puro estilo vitoriano.

Vestidos ricos em rendas, bordados e plumas, linda coleção.

Elie Saab

Elie mais uma vez brilhou mostrando não somente um desfile deslumbrante de Haute Couture, como também um savoir-faire inconfundível em matéria de vestido de festa.

Maison Margiela

John Galliano, habituado a fazer verdadeiros espetáculos fashion surpreendentes, tanto nos cenários como nos looks para Haute Couture na época que era diretor artístico da Dior, mostra na Maison Margiela uma Haute Couture artesanal, moderna  mas com sua assinatura de rebeldia e contestação bem evidente.

Ralph & Russo

Como de hábito , vestidos de princesas desfilaram na passarela da Haute Couture de Ralph & Russo. Plumas, bordados, botões bijoux, drapeados… todos os elementos de um grande trabalho dos ateliês da marca estavam presentes, em looks estonteantes para clientes do mundo todo.

Jean-Paul Gauthier

O estilista nesta edição da Haute Couture, optou por um desfile bem mais informal, colocando calças largas e casacos bem cortados em tecidos nobres para desfilar com longos vestidos coloridos de cetim e detalhes bordados.

Até a próxima Haute couture!

 

 

 

 

 

O novo guarda-roupa masculino pro inverno/2017

Share

Os desfiles masculinos da semana de moda parisiense trouxeram várias novidades para o guarda roupa do homem moderno.

Novas cores,  novas proporções,  muitos acessórios: bolsas, chapéu, óculos e lindos casacos, capas, ternos mais justos e looks tendência esporte,  urbano e vanguardista.

Um resumo do que foi apresentado em fotos dos desfiles:

Paul Smith, Louis Vuitton, Dries Van Noten, Givenchy,Kenzo, Issey Myaki, Yoji Yamamoto, Rick Owens, Dior e Berluti

Fotos Gerson Lirio

Os novos nomes das estações de metro em Paris!

Share

Uma super idéia!! As estações de metrô em Paris em #hashtags !

Tin Fisher e o grafista Jug Cerovic tiveram a grande ideia de revisitar o mapa do metrô parisiense, deixando inalteradas as cores das linhas e os nomes da estações, mas colocando em negrito os #hasgtags dos lugares  mais postados no Instagram  em suas redondezas.

#Tagsandthecity é um projeto super interessante, que se estende a várias outras cidades do mundo.

E  fácil de se encontrar neste novo mapa de metrô, como por exemplo:

A estação Hotel de Ville #BHV, a  Alma-Marceau #CrazyHorse ,a Arts et Métiers #GaiteLyrique… e assim vai.

Clique nas fotos para ver o mapa maior com os detalhes das estações e seus #hashtags

 

 

Estação de trem perfumada em Paris

Share

Bacanérrima a idéia, perfumar as estações de trem em Paris!

O Grand Musée du Parfum inaugurado recentemente em Paris, associou-se à SNCF Gares & Connexions, criando eventos e instalações na intenção de levar a imagem do museu além  de suas salas na Rue Saint- Honoré.

A primeira instalação acontece na Gare-Saint Lazare, no centro de Paris. O artista Robert Stadler, convidado pelo museu, instalou grandes e pequenos sinos coloridos em espaços específicos dentro da estação de trem para que os passageiros possam ter uma experiência olfativa diferente e inovadora.

Intitulada “100% Illusion”,  a iniciativa surpreendente tem agradado a todos os usuários que frequentam a estação, que já se habituaram a sentir um aroma delicioso nos pequenos sinos  e os quatro aromas perfeitamente harmonizados dos grandes sinos.

Uma forma elegante de fazer o Museu do Perfume ser conhecido por um grande público.

Se você estiver em Paris, não deixe de conhecer estes sinos perfumados na Gare Saint-Lazare, uma experiência única.

Fica até dia 02/02/17, e depois acontecerá em outras estações de trem na cidade.

 

 

Bares secretos em Paris

Share

Paris  seus bares secretos e surpreendentes,  onde paquerar e passar um ótimo momento com os amigos é a palavra de ordem.

Gente bonita, ambiente agradável, divertido e festivo.

Separei 3 destes bares para você colocar na sua agenda de viagem a Paris.

1 – Baranaan
Com clima de bar indiano, ambientação de um vagão de trem antigo onde os clientes degustam deliciosos coquetéis com imagens de paisagens passando nos telões do bar. Superconvidativo e animado.

Baranaan
7, Rue du Faubourg-Saint-Martin – 10e

2 – Little Red Door
Um bar do famoso bartender Rémy Savage, que, para a ocasião, criou um novo conceito: o cliente escolhe seu coquetel através de desenhos criados por artistas do mundo todo. Rémy foi eleito, em 2014, o bartender mais imaginativo do mundo. Vale a pena dar uma passada.
Little Red Door
60, Rue Charlot – 3e

3 – Le Mezcaleria

Le Mezcaleria, todo no clima e nas cores mexicanas, é mais um bar supersecreto de Paris, localizado na entrada do hotel 1K. Os coquetéis são servidos em função do seu humor do dia, através de cartas que são oferecidas ao cliente para escolher o dele; para cada tipo de humor, um coquetel diferente. Adorei o conceito! Vá bem-humorado aos coquetéis – são deliciosos!

Mezcakeria
13, Boulevard du Temple – 75003 – Paris

News Fashion – 10

Share

As novidades fashion deste começo de 2017

1 – Os nova coleção dos preciosos Baús  da maison Louis Vuitton

2 – O novo perfume Guerlain Paris, com frasco de Porcelana pintada à mão em parceria com Arita Porcelain Lab, chiquérrimo!

3 – A nova  bolsa  “Gabrielle” da Chanel, que vai ter campanha estrelada por Pharell Williams, Cara Delevingne, Kristen Stewart, e Caroline de Maigret, campanha top!

4 – A nova boutique Louis Vuitton no Soho em NY, deslumbrante!

5 – A nova coleção de óculos de sol Chanel verão/2017 supervitaminada!

6 – A top Gigi Haddid na nova campanha Moschino

7 – A campanha Chanel verão /2017 com a top Cara Delevingne

8- A boutique temporária da marca de produtos de beleza australiana Aesop em Paris, 205 Rue Saint Honoré – 75001

9 – O desfile da pré-coleção Valentino desfilada em NY