Artigo escrito emMarço 2018

O estilista belga Martin Margiela ganha duas exposições em Paris

Share

A primeira:

O Palais Galliera em Paris inaugurou a tao esperada exposição sobre o trabalho do grande e revolucionário estilista belga Martin Margiela.

Com mise-en-scene criada pelo proprio estilista a expo retrata de uma forma cronológica de 1989 a 2009 todo o processo de criação de Margiela, que ficou famoso por questionar as estruturas das roupas e o sistema da moda.
Uma viagem  surpreendente e fascinante pelo universo criativo, autoral e inovador do estilista que nunca se deixou ser fotografado pela imprensa fashion.
Imperdivel!
Até 15 de julho-2018
Margiela-Galliera
10, Av Pierre 1° de Serbie-75016 – Paris
A segunda:
Muito merecidamente, o estilista belga Martin Margiela  ganha outra retrospectiva, ao mesmo tempo da que acontece no Pallais Galliera , mas, desta vez, no Musée des Arts Décoratifs  , aquele ao lado do Louvre. “Margiela les Années Hermès” é uma mostra genial, com todo o universo criado pelo estilista para a Maison Hermès , onde trabalhou como diretor criativo de 1997 a 2003. Entre descontração inovadora e luxo atemporal, são apresentados 98 looks e acessórios que dialogam entre si, mostrando o modo de criação particular de Margiela. A direção artística da exposição é assinada pelo próprio estilista, é claro. Imperdível!

Margiela Les Années Hermès

Musée des Arts Décoratifs

107, rue de Rivoli – 75001 – Paris

Até 22/09/18

 

O hotel Lutetia Paris reabre suas portas

Share

Depois de quatro anos de reforma o Hotel Lutetia Paris reabre suas portas em maio próximo,  a renovação ficou a cargo do arquiteto Jean-Michel Wilmotte que misturou art nouveau , art déco e contemprorrâneo  criando um ambiente super luxuoso.

E para o conforto do cliente do hotel, quartos bem mais espaçosos, eram 233 e agora são somente 184, um club de jazz,  uma brasserie em um espaço aberto com menu assinado pelo chef estrelado Gérald Passedat e um spa o Akasha.

Esperamos que com toda esta reforma luxuosa, o hotel ganhe o titulo de hotel Palace em Paris.

Construido em 1910 numa iniciativa de Madame Boucicaut proprietaria do Bon Marché, na intencão de hospedar seus clientes do interior da França assim como os estrangeiros  ao lado da loja de departamentos, criando assim o primeiro hotel de luxo da rive gauche, porque todos os outros se situam na Rive Droite.

Hoje o Hotel faz parte do grupo The Set.

  • The SET
  • Hotel Cafe Royal - London
  • Conservatorium - Amsterdam
  • Lutetia - Paris
  • Lutetia Paris
  • 23 rue des sevres – 75006 – Paris

A Galeries Lafayette inaugura centro cultural e artístico em Paris

Share

Foi inaugurado  o espaço cultural das Galeries Lafayette, em Paris: o Lafayette Anticipations. Em um imóvel de 1891 projetado pelo arquiteto Samuel Menjot de Damartin,  no bairro do Marais.

A reforma foi assinada por Rem Koolhaas, que manteve a faixada do prédio e criou grandes salas e espaços para exposições e animações artísticas. Para a inauguração, o convidado é o artista americano Lurtz Bacher, que faz sua primeira expo na França. Instalado no espaço o café bio Wild & The Moon está à disposição do público. Estando em Paris, vale muito a pena uma visita.

Lafayette Anticipations
9, Rue du Plâtre – 75004 – Paris

Fashion week parisiense inverno/18

Share

Um pouco do que foi desfilado na fashion week paris inverno /18, várias tendências para vários estilos, escolha o seu!

 

Balenciaga: moderno, inovador e chique, os acessórios objeto de desejo

Chanel: um bosque gigantesco com princesas vestidas de rendas, babados, peles e muitos acessórios ricos

Dior: revolucionário, ativista e feminista, super anos 70, com pegada moderna e tecidos luxuosos

Saint Laurent: espetacular, o mais emocionante de todos, lindos brincos enormes de strass!

Givenchy: rico, chique!

Balmain: rico, poderoso, mas não emocionou de forma alguma. Sentia-se um clima de decepção na plateia.

Chloé: adorável fresch, as bolsas então estavam maravilhosas, unanime!
John Galliano: mesmo sem Galliano na direção artística, o clima dos vestidos hiper femininos do estilista estão mais do que presente. Desfile lindo e jovem
Comme des Garçons: um momento mágico, de bom gosto exagerado, desestruturado e poeticamente apresentado
Isabel Marant: a moderninha de serviço adorada pelas burguesinhas da cidade. Coerência e bom gosto revisitados
Issey Miake: tradicionalmente moderno, com looks tecnologicamente inovados
Lanvin: ninguém entendeu nada da proposta apresentada
McQueen: deslumbrante, lindo, maravilhoso!
Elie Saab: certeza de chegar na festa arrasando, sabendo que será uma das mais bem vestidas do baile
Valentino: vestidos amplos, mangas, lenços na cabeça, tudo muito coberto, nada sensual. O resultado não agradou muito – Ups!
Louis Vuitton: um clima moderno interessante nos volumes das mangas e nas silhuetas dos vestidos, sem paixão

Yamamoto: lindo, moderno, maduro, com a famosa pegada do mestre das formas e volumes

 

Moda de rua durante a fashion week parisiense inverno18

Share

A semana de moda inverno/18 que acabou ontem trouxe muita novidade interessante, e como não poderia faltar o street style esteve super presente tambem nesta edição.

Ao contrário de edições anteriores onde se via muito acessório Gucci na moda de rua durante os desfiles, nesta estação os acessórios da maison Balenciaga foram os mais vistos nos fashionistas parisienses e internacionais, seguidos dos acessorios da maison Dior, Loewe e Valentino.

Na galeria uma seleção de fotos  da Vogue Paris fotografada por Sandra Semburg

Final de semana publico os desfiles pra voces!